sábado, 24 de maio de 2008

Um pódio no Mónaco


O piloto português Álvaro Parente terminou a segunda do programa de GP2 no terceiro lugar. Parente passou grande parte da prova a pressionar o segundo classificado, mas o chinês Ho-Pin Tung conseguiu manter a posição.
Álvaro, que partiu da quarta posição, passou Roldan Rodriguez na travagem para a primeira curva, mas acabou por ficar longe do homem que seguia à sua frente. A entrada em pista do “safety-car”, na décima volta, permitiu que o piloto da Super Nova se aproximasse do chinês, mas Ho-Pin Tung resistiu à pressão e não cometeu qualquer erro.
A prova foi inteiramente dominada por Mike Conway que é colega de equipa de Ho-Pin Tung, na Trident.

2 comentários:

Simão Guedes disse...

Está a ser fantástica a estreia do Álvaro nesta competição! Começa com uma vitória logo na primeira corrida da primeira prova e agora em Monte Carlo consegue um quinto e um terceiro lugar ganhando posições em ambas as corrida.
Está em terceiro da geral e gostava muito de o ver ganhar esta competição para ter as portas abertas para a Fórmula 1.
Já experimentou um F1 e caso ganhe este GP2 logo no ano de estreia para o ano seguramente competirá com um F1.
Força Álvaro

Nikota disse...

Sem dúvida um dos eleitos do automobilismo nacional. Senhor de grande determinação e performance em todas as corridas que tenho visto, um auto-dominio em situações de stress impressionante.
Oxalá o nosso país tenha dimensão e massa crítica(financeira)suficiente para albergar tanto talento. Pois até agora os milhões aparecem, mas continuam a ser gastos irremediavelmente no futebol.

Álvaro o país e os fãs de automobilismo estão de olhos postos em ti.lwqlcgqp

Boa sorte!